domingo, 1 de outubro de 2017

A Vida Toda


Não sei se se será para a vida toda mas o certo é que 28 anos,  9 meses e um dia já cá cantam. Já estamos na fase em que as alianças nos estão apertadas, em que a mais velha começa a ensaiar pequenos voos de saída do ninho. Em que temos mais cabelos brancos do que castanhos. Em que vivemos mais tempo juntos do que um sem o outro.
E o mais importante é que sem esta união não teria sido possível atravessar este calvário que é a doença bipolar. O espírito positivo do Senhor do Trevo é o melhor antidepressivo que se pode tomar assim como a sua exigência e método. Sinto-me tão abençoada por o Senhor do Trevo gostar tanto de mim que não lhe posso dar motivos para duvidar de mim e da minha capacidade de dar a volta. Para se conseguir superar qualquer vicissitude é importante encontar o caminho certo mas também ter o melhor companheiro para essa jornada.
<3 <3 <3

sexta-feira, 29 de setembro de 2017

Para votar em consciência :)))


Adeus Menino do Trevo

Ontem comprei a primeira camisa na secção de homem da Sacoor para o Menino do Trevo e aquilo que nós vínhamos sentindo de repente tornou-se uma realidade inequívoca: o Menino do Trevo deixou de existir e deu lugar ao Jeitoso do Trevo.
Ao longo dos últimos quatro, cinco meses o Menino do Trevo passou a comer três vezes mais, passou-me em altura, o 41 já lhe fica apertado nos pés e a roupa comprada na Primavera passada deixou de lhe servir por muito. Tem também um cheiro a sovaquinho que antes não tinha mas está lindo, cheio de músculos, com o mesmo sorriso encantador e uns olhos brilhantes e cheios de curiosidade.
Com as mudanças físicas veio também uma nova fase dos porquês: E o que é o spreed,? O que são agências de rating? Porque razão a Coreia do Norte quer mandar bombas? Porque razão a ONU não resolve a guerra na Síria?, etc. etc..
Por último só me apraz dizer que a vida passa demasiado depressa: ainda ontem tinha um bebé enorme e careca e agora tenho um giraço de 13 anos que só falta começar a pensar em miúdas... 

Tratamento bipolar #2

Quando nos está a ser difícil levantar da  cama para enfrentar um novo dia e acordamos com esta música posta pela filhota em altos berros pela a casa toda sentimos que vale a pena viver e fazer um esforço para dar a volta. Obrigada mundo por ter filhotes tão positivos... <3




quarta-feira, 27 de setembro de 2017

Hipomania ligeira mas persistente

Uma ideia peregrina no fim de Agosto em começar uma dieta rigorosa. Duas noites mal dormidas a propósito da ida da minha filha a Hamburgo. A ansiedade provocada por uma decisão que em breve mudará para sempre as nossas vidas, foram os gatilhos que detonaram mais uma crise de hipomania com o agravante que a minha médica está de férias durante o mês de Setembro e ir às urgências não é uma boa solução pois venho de lá encharcada em medicamentos. Assim, tentámos acertar a medicação. Em primeiro lugar parei logo com a paroxetina. Depois fui aumentando a olanzapina de 2,5 mg até aos 20 mg. Agora estou com 10 mg. Depois tomei o morfex como adjuvante mas parei, agora estou com 25 mg de tercian. Quanto ao lítio e ao ácido valpróico não mexi.
Tem sido duro. Todas as noites acordo e fico a cirandar pela a casa comendo coisas que não devo (lá se foi a ideia da dieta). E todas as manhãs tenho de ir trabalhar cheia de sono, com falta de concentração e exausta. Hoje o dia correu-me melhor. Produzi mais no trabalho, planeei umas coisas para um grande evento que vai acontecer em meados de Outubro, escrevi aqui, vou orientar o jantar, vou passar uma roupa a ferro e e depois ainda vou arranjar um tempinho para ler.
Isto não há como um dia atrás do outro.